A polícia de São José do Rio Preto (SP) prendeu um casal na noite desta nesta quarta-feira (4) após o anúncio de uma festa – que seria realizada na sexta-feira (6) e no sábado (7) – com prostitutas inclusas no valor do convite. A ousadia da dupla foi tão grande que a faixa de divulgação foi colocada a 400 metros do prédio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Houve panfletagem nas ruas para oferecer o evento, que aceitava até pagamentos com cartões de débito e de crédito. “O indivíduo pagava R$ 110 em dinheiro, participava da festa das 23h às 2h, com direito à bebida, show de stripper e 15 minutos com uma menina no quarto”, explicou o delegado Paulo Grecco. A faixa, porém, dizia que a festa seria realizada das 17h às 2h.

No momento em que a polícia foi ao local para prender os proprietários, quatro clientes e quatro garotas de programa estavam na boate onde seria realizada a festa. Todos foram levados para a Central de Flagrantes. Também foram apreendidos R$ 800 em dinheiro, porções de maconha, celulares e um caderno de contabilidade.

O evento anunciado foi cancelado. Os donos da boate vão responder pelo crime de exploração sexual e por manter casa de prostituição. A pena pode chegar até sete anos de prisão.

Festa incluia bebida liberada e programa com mulheres (Foto: Reprodução / TV TEM)Festa incluia bebida liberada e programa com mulheres (Foto: Reprodução / TV TEM)